Trekking ao Vulcão Villarrica – Pucón, Chile

Resumo: Pucón é uma cidade encantadora do Chile rodeada por belezas naturais à beira de um lago e aos pés do impressionante vulcão Villarrica que ainda está ativo e pode ser conhecido com um trekking de um dia. Além de muita aventura, a cidade proporciona descanso nas suas termas de águas quentes e relaxantes.

  • Local: cidade Pucón localizada a 780km ao sul de Santiago, Chile.
  • Exigências do país: não são necessários visto nem vacinas específicas.  O RG pode ser utilizado como identificação na alfândega chilena.
  • Moeda: pesos chilenos. Confira a cotação no Uol Economia.
  • Fuso horário: o Chile está a uma hora a menos do Brasil (duas horas durante o horário de verão).
  • Duração: recomendamos pelo menos 2 dias para conhecer a cidade e subir o vulcão. Mas a cidade tem atrações para muito mais.
  • Características: o trekking de subida ao vulcão exige fôlego pois é uma longa subida de 2.846 metros até a cratera carregando mochila e caminhando na neve, estima-se umas 5 horas até o topo. Recomendamos contratar um guia em uma das  agências da av. O´Higgins (avenida principal da cidade). Se o tempo estiver bom, existe a opção de realizar parte da subida pelo teleférico economizando 1 hora de caminhada.  O clima é mais frio do que estamos acostumados aqui no Brasil com uma variação de 17ºC (janeiro/verão) a 7ºC (julho/inverno).
  • Itens essenciais: calça confortável e de preferência de trekking, camiseta de manga comprida para proteção contra o sol e de tecido sintético pois seca rápido e manterá o seu corpo mais quente principalmente nas paradas, blusa para o frio (uma altamente recomendada é a fleece pois é leve e dependendo da gramatura pode ser mais quente), óculos de sol, protetor solar, água e comida. As demais roupas e equipamentos são fornecidos pelas agências. Como chove o ano inteiro, é bom levar uma jaqueta impermeável (capa de chuva ou anorak).
  • Data: Novembro/2008

ROTEIRO DA TRILHA

DIA 1

Termas Los Pozones Pucon Chile
Águas quentes e relaxantes nas termas Los Pozones – Pucón, Chile
  • Saímos de Santiago numa sexta-feira à noite para ganhar tempo e realizar a viagem até Pucon durante a madrugada. O ônibus era muito bom com assento leito e conseguimos descansar bastante.
Pucon Chile
Lojas e restaurantes na avenida O’Higgins – Pucón, Chile
  • Chegamos na pousada, tomamos o café da manhã e saímos para conhecer a cidade e reservar o trekking até o vulcão Villarrica.
  • A cidade é bem pequena com arquitetura característica, muito organizada e enfeitada com várias praças, árvores e flores. Mas o maior atrativo mesmo é o vulcão Villarrica, apesar do dia nublado era possível avistá-lo em meio às nuvens.
  •  Infelizmente devido ao mal tempo, nenhuma agência faria o passeio ao vulcão naquele dia. Então deixamos nossos nomes na reserva do dia seguinte.
  • Como só tínhamos dois dias de viagem, invertemos o nosso roteiro e partimos para as termas. Vamos relaxar antes de começar a aventura!rs
  • Escolhemos as termas Los Pozones e chegamos utilizando uma linha de ônibus local junto com alguns chilenos.
Por do sol Lago Villarrica Pucon Chile
Pôr do sol no Lago Villarrica – Pucón, Chile
  • São 7 piscinas naturais rústicas e de diferentes tamanhos com temperaturas que variam entre 30ºC e 42ºC. O Rio Liucura corre junto as termas. Quem quiser arriscar, pode dar um mergulho no rio de águas geladas para experimentar uma mudança de temperatura.
  • A infraestrutura das termas Los Pozones conta com banheiros, vestiários, estacionamento e local para camping também, contudo pelo menos na época, não havia lanchonete nem restaurante próximos. Então leve suas refeições. Nós contamos com as bondosas senhoras chilenas que dividiram seu picnic conosco. Adivinha? Churros caseiros!!!
  • Voltamos para o centro da cidade, almoçamos uma deliciosa pizza (a pizza deles é maravilhosa! Tem que experimentar!) e fomos para a praia chilena ver o pôr do sol. Essa praia na verdade é o lago Villarrica com areia preta de vestígios de erupções antigas que no verão é super badalada e um dos principais destinos dos chilenos.
  • No final do dia, passamos na agência e confirmarmos o trekking ao vulcão Villarrica para o dia seguinte.

DIA 2

Trekking vulcao villarrica Pucon Chile
Trekking no vulcão Villarrica – Pucón, Chile
  • Acordamos ansiosos e bem cedo (umas 5h da manhã), tomamos café e fomos para a agência.
  • Muita expectativa no ar: vulcão ativo, neve, trekking… esqueci de comentar mas na central dos bombeiros existe um semáforo de alerta e instruções para evacuação da cidade caso o vulcão entre em atividade! Ou seja, medo no ar também!
Vista Pucon Chile do Vulcao Villarrica
Vista do Vulcão Villarrica – Pucón, Chile
  • Logo começamos a caminhada e os guias  separaram os turistas em dois grupos: os mais rápidos e os mais lentos. Não tínhamos preparo nenhum e ficamos no segundo grupo. Já no começo bateu a maior angústia e fraqueza: mochila pesada, caminhada pesada com bota pesada e ganchos de neve, roupa errada (não tínhamos experiência nenhuma em trilha e estávamos com calça jeans e blusa de moletom rs), faltava fôlego e pensei em desistir…
  • O guia e o Jr me acalmaram e continuamos a subida. Fizemos a primeira parada para água e lanche e o horizonte era espetacular! Estávamos na neve e com a vista de um lindo vale verdejante nos nossos pés.
  • Voltamos a subida e de repente algumas nuvens bem cinzas e amedrontadoras começaram a aparecer. O vento estava bem forte e quase nos jogava para trás, os guias deram suporte explicando como se segurar e se cair, como parar! MEDO!
  • O clima começou a piorar e nossos guias comunicaram-se com a agência e decidiram voltar pois estava ficando perigoso e como éramos o último grupo, demoraríamos mais para chegar ao topo.
Esquibunda Vulcao Villarrica Pucon Chile
Esquibunda na descida do Vulcão Villarrica – Pucón, Chile
  • Então voltamos… infelizmente não  conseguimos escalar o vulcão e ver sua cratera soltando fumaça.
  • Mas a descida é bem divertida! A técnica é o “esquibunda”: sentar na neve, empurrar e deslizar! Muito emocionante! Só cuidado para frear nas descidas íngrimes, o Jr pegou muita velocidade e virou uma bola de neve no final…!
  • Voltamos à cidade e almoçamos. A gastronomia da cidade também é uma atração recomendada! Demos mais uma volta pelas ruas de Pucón para nos despedir.
  • Preparamos nossas malas para pegar o ônibus e voltar para Santiago com uma sensação meio triste pois não foi dessa vez que conseguimos chegar ao cume do vulcão Villarrica. Mas valeu pela experiência: conhecemos uma cidade encantadora, pessoas muito simpáticas, comidinhas deliciosas e paisagens vislumbrantes.

Dicas:

  • Quando ir: há atrações para curtir Pucón durante o ano inteiro. No verão, os turistas vão em busca dos esportes náuticos como windsurfe, canoagem e kitesurfe. E no inverno, a atração principal é a estação de esqui no próprio vulcão Villarrica. Mas a alta estação da cidade é no verão, quando os preços aumentam e as reservas precisam ser feitas com antecedência.
  • Como chegar: há um pequeno aeroporto em Pucón, mas há poucos vôos até lá. Existe um aeroporto em Temuco com mais opções de vôos que fica a 120km de Pucón (1 hora e meia de carro) e que algumas agências oferecem traslado. E há a opção de carro/ônibus desde Santiago com 11 horas de viagem. Optamos pelo ônibus pois são bem confortáveis e tem preços bacanas.
  • Aonde ficar: há diversas opções de hospedagem para agradar todos os bolsos. Desde campings, hostels (tipos pousadas no Brasil) e hotéis mais chiques.
  • Links de interesse: conheça outras atrações da cidade de Pucón no Guia de Viagem da Uol e leia o relato emocionante de quem chegou ao topo do vulcão Villarrica no site Diário de Mochileiro.

Gostou do lugar? Então programe sua viagem e depois nos conte como foi!

Galeria de Imagens:

Aqui no Booking tem o menor preço garantido, você pode verificar as opções de estadias e fazer a sua reserva:

 

Lu | Trilheiros.net

Blog para quem ama aventuras explorando novos lugares, curtindo a natureza e aproveitando a vida

Deixe uma resposta