Corpo, mente e alma na escalada da Pedra do Baú – SP, Brasil

Resumo: a escalada é um esporte que proporciona muitos aprendizados e reflexões trabalhando o corpo, a mente e tratando a alma num fascinante contato com natureza. Confira como foi a nossa primeira experiência com a escalada em rocha na Pedra do Baú.

Eu e o Jr já tínhamos feito a escalada indoor num ginásio em São Paulo, simpatizamos com o esporte e praticamos algumas vezes mas sem nenhum conhecimento técnico. Foi durante as nossas trilhas nas montanhas que sentimos a necessidade de aprender melhor sobre a escalada. Principalmente eu que sou mais desajeitada e já escorreguei algumas vezes ficando feito lagartixa na parede! rs

Pesquisamos e encontramos o Curso de Iniciação a Escalada em Rocha da Nativus Aventura que pareceu atender a nossa necessidade. No final, o curso acabou ensinando muito mais do que esperávamos.

  • Local: Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí em São Paulo – Brasil.
  • Duração: o curso de iniciação a escalada em rocha é dividido em dois dias com 4 horas de aula teórica e 8 horas de aula prática. Não precisa ter experiência em escalada, inclusive tinha gente na turma que nunca escalou e completou as vias durante o curso.
  • Características: o município de São Bento do Sapucaí fica na Serra da Mantiqueira e abriga um dos pontos mais altos do estado de São Paulo com o complexo do Baú que é formado por três montanhas de rocha: Bauzinho, Pedra do Baú e Ana Chata. As temperaturas são mais frias e chegaram a atingir 9ºC durante a nossa viagem.
  • Itens essenciais: bota ou tênis para a trilha, blusa de frio, anorak ou capa de chuva, cantil ou garrafa com água, protetor solar e repelente, lanterna, mochila pequena e toalha de banho.
  • Data: Maio/2015.
Complexo Bau Sao Bento Sapucai
Complexo do Baú em São Bento Sapucaí, SP | Trilheiros

Quer fazer o curso também? Confira AQUI as turmas que o blog fechou para você!

DIA 1 – Conhecendo São Bento do Sapucaí

Como chegamos uma noite antes no refúgio da Nativus Aventura, acordamos no sábado com calma para conhecer a cidade de São Bento do Sapucaí já que o curso só começaria às 15h.

Tomamos um café da manhã caseiro numa lanchonete que fica próxima ao refúgio na Estrada do Paiol Grande sentido centro da cidade (eu esqueci o nome, mas fica a dica) com pão na chapa, pão de queijo, café coado e bolos!

Igreja Matriz Sao Bento Sapucai
Igreja Matriz em São Bento do Sapucaí, SP | Trilheiros

Chegando no centro da cidade, visitamos a Igreja Matriz, caminhamos nas ruas de comércio e aproveitamos para comprar o nosso café da manhã para o dia seguinte.

Visitamos também o bairro do Quilombo que possui um espaço para artesanatos com destaque para as peças em palha de bananeira (caixas, bandejas, quadros etc).

Artesanato Bairro Quilombo Sao Bento do Sapucai
Artesanato no Bairro do Quilombo – São Bento do Sapucaí, SP | Trilheiros

E almoçamos no restaurante Trincheira que tem vista para as montanhas, tirolesa e um cardápio com buffet de feijoada e pratos preparados com produtos tradicionais da região como trutas, cogumelos e tangerinas.

E voltamos para o refúgio da Nativus Aventura para o esperado Curso de Iniciação a Escalada em Rocha.

DIA 1 – Aula Teórica do Curso de Iniciação a Escalada em Rocha

Chegando no refúgio, encontramos a sala toda preparada com nosso material didático, equipamentos de escalada na mesa de centro e almofadas formando um círculo para o grupo se acomodar.

O Marcelo – mais conhecido com Iron – foi nosso instrutor, guia e sócio da Nativus que começou contando um pouco da sua história. Ele é praticante de escalada, trekking e mountain-bike, é instrutor de escalada e técnicas verticais há 8 anos além de monitor em atividades outdoor. O Iron conduz um estilo de vida simples, mas com valores que prezam a essência do viver em contato com a natureza e o montanhismo com paixão e dedicação.

E transmitiu bastante confiança e responsabilidade quando comentou sua forma de encarar o seu papel como instrutor e monitor colocando o bem estar e a segurança do grupo em primeiro lugar, sendo o responsável pela vida de cada um. Foi com este pensamento que ele treinou e preparou a nossa equipe.

Iron instrutor de escalada da Nativus Aventura
Iron instrutor de escalada da Nativus Aventura

E a Talita que nos acompanhou durante todo o curso e representa o time de mulheres dedicadas ao esporte e que levam a escalada como meio de vida. Trazendo também muitas dicas e ajudando a nossa turma com paciência desde oferecendo apoio moral e também compartilhando conhecimentos práticos de segurança e escalada.

O Iron apresentou um roteiro bem completo sobre o esporte: desde a história do montanhismo no Brasil e no mundo, preservação do meio ambiente e mínimo impacto ambiental, mostrou e explicou o uso dos materiais e equipamentos de escalada, técnicas, conceitos, graduações, comunicações, dicas de segurança e prevenção de acidentes até as gírias do meio!

Um ponto adicional que não tínhamos noção é a parte psicológica da escalada que pode ser tanto uma alavanca quanto um limitador. E ao contrário da nossa expectativa que era completar a via de escalada com rapidez o nosso objetivo passou a ser avaliar melhor a situação para realizar uma escalada limpa e técnica com tranquilidade e bonita de se ver! rs

Foram mais de quatro horas conversando e aprendendo com muita didática e bom humor! Tiramos todas as nossas dúvidas, treinamos bastante os principais nós que utilizaríamos na escalada e finalizamos a primeira etapa do curso ansiosos para testar os novos conhecimentos!

Já era noite, o céu estava limpo e estrelado e tínhamos a linda Pedra do Baú como vizinha, ou seja, uma ótima combinação para o Jr divertir-se com a astrofotografia. E foi esse o cenário que ele compôs:

Noite estrelada na Pedra do Bau Sao Bento Sapucai
Noite estrelada na Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí, SP | Trilheiros

Depois da série fotográfica da via láctea com a Pedra do Baú, fomos jantar no Restaurante Sabor com Arte que fica próximo ao refúgio.

DIA 2 – Escalada na Pedra do Baú

Acordamos cedo no domingo para sair às 7h da manhã e aproveitar o dia. Tomamos o nosso café da manhã no refúgio da Nativus e partimos para a aventura!

Chegando na base do complexo do Baú, começamos uma trilha com cerca de 3km de subida íngrime até a Pedra do Baú aonde faríamos duas vias de IV e V grau de dificuldade e cerca de 30m de altura.

Trilha para Pedra do Bau Sao Bento Sapucai
Trilha para a Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí, SP | Trilheiros

Além do Iron e da Talita, o Marcio e a Grazi que também escalam foram com a nossa turma então tivemos um acompanhamento bem próximo no processo de aprendizado.

Assim que chegamos na base da Pedra do Baú, o Iron mostrou as principais técnicas de escalada para equilíbrio, potencialização da força, tipos de pegadas e alguns truques bem legais para movimentação e escalada na rocha.

E enfim chegou a hora de escalar! Fizemos o nó na cadeirinha, colocamos as sapatilhas e o capacete para começar. Uma diferença grande que senti logo no começo em relação a escalada indoor é que na rocha as pegadas não são tão visíveis (não tem cores nem fitas marcando rs) então você precisa fazer um estudo e tomar uma decisão do seu percurso.

Curso escalada em rocha Pedra Bau
Curso de Iniciação a Escalada em Rocha com a Nativus Aventura na Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí, SP | Trilheiros

O ser humano tem um instinto nato para escalar mas que acaba esquecendo com o passar dos anos. O homem já sabe escalar e nadar quando bebê antes mesmo de aprender a caminhar. E esse instinto aparece na escalada com força juntamente com o psicológico de cada um: confiança nas pernas, concentração, determinação e calma.

A tensão, o medo e o negativismo (pensamentos do tipo “não vou conseguir”) são os piores inimigos. Então a escalada exercita também a forma de pensar e o auto controle. E isso faz toda a diferença! No começo o receio, o medo e a tensão travam os movimentos mas aos poucos o corpo começa a pegar o jeito e a escalada flui naturalmente.

Jr curso escalada rocha Pedra Bau Bauzinho
Jr escalando a Pedra do Baú com Bauzinho ao fundo | Trilheiros

Há momentos que o progresso só depende de você pois ninguém consegue mostrar o melhor caminho e a decisão é somente sua. Daí você pára, respira fundo, sente o vento no corpo olha aquela paisagem linda ao redor e foca no próximo passo e vai! rs Quando você menos percebe já está escalando!

A hora de descer é outra aventura pois é feita de rapel! Para alguns foi até mais difícil que a própria escalada rs E precisa confiar para superar o medo de cair. Mas é muito gratificante conseguir enfrentar seus medos e barreiras que na grande maioria são impostas por você mesmo nos pensamentos.

Rapel descida escalada Pedra Bau
Rapel de descida da escalada na Pedra Baú | Trilheiros

Outros pontos importantes que aprendemos é fazer a seg, a seg guiada e um tema que nem sempre temos a chance de aprender até acontecer: a queda! Como eu e o Jr provavelmente faremos a seg um do outro, nós tivemos a oportunidade de treinar com os profissionais! rs Esse ponto foi válido ainda mais para mim que farei a segurança do Jr que pesa bem mais do que eu.

Seg de escalada em rocha
Aprendendo a seg durante o Curso de Iniciação a Escalada em Rocha com a Nativus Aventura

Aprendemos, escalamos e treinamos. Ao final da aula prática, já estava escuro e voltamos fazendo a trilha noturna.

E assim terminamos nosso final de semana com novos aprendizados e experiências por meio da escalada: usando o corpo pelo equilíbrio e a força, controlando a mente com calma, concentração e foco e cuidando da alma num lugar com uma paisagem incrível, em sintonia com a natureza e com a companhia de gente do bem.

A escalada é um esporte muito interessante por ter um escopo completo que nós queremos exercitar tanto pelo esporte quanto pelas novas etapas de evolução no montanhismo! 🙂

Dicas

  • Quando ir: o único momento que não dá para escalar em rocha é quando chove ou tem tempestade de raios, fora isso dá para escalar o ano todo.
  • O que comer: tem alguns restaurantes próximos do refúgio e várias opções no centro. Para o dia da aula prática, recomendamos levar o seu café da manhã para comer no refúgio e levar o seu cantil/garrafa de água para a escalada. A Nativus Aventura já fornece o lanche.
  • Aonde ficar: o refúgio da Nativus é simples e o quarto tem beliches e treliches, roupa de cama e chuveiro quente. Para os mais friorentos, recomendamos levar um cobertor extra ou o saco de dormir pois a região é fria. E o preço para estadia lá é ótimo (R$20/pessoa) então vale a pena voltar depois do curso para treinar!
  • Links de interesse: mais informações do curso estão no link da Nativus Aventura (http://nativusaventura.com.br/curso_basico_escalada_em_rocha.html).
  • Turmas disponíveis: quem quiser participar do curso, estamos fechando duas turmas nos dias 13-14/Junho e 18-19/Julho com inscrições pelo blog (http://trilheiros.net/eventos/curso-de-iniciacao-a-escalada-em-rocha-na-pedra-do-bau/)

Galeria de Imagens do Curso de Escalada na Pedra do Baú

[clique na imagem para aumentar]

Deixe uma resposta