Pico do Frade em Angra dos Reis – RJ, Brasil

A Trilha Pico do Frade tem um dos mirantes mais bonitos que já vimos com por do sol na montanha e nascer do sol no litoral de Angra dos Reis que curtimos da nossa barraca num acampamento selvagem no cume.

Chegamos muito próximos ao Pico do Frade na nossa primeira tentativa, mas devido a alguns contratempos não chegamos ao tão almejado topo. Aprendemos muitas coisas com essa experiência (veja dicas de como sobreviver na floresta aqui) e ficamos com uma vontade louca de terminar esta aventura.

Voltamos para a nossa segunda tentativa que dessa vez foi completa e muito gratificante!

Pico do Frade | Trilheiros
Pico do Frade | Trilheiros

Trilha do Pico do Frade – RJ, Brasil

•Local: o Pico do Frade fica em Angra dos Reis (RJ) e faz divisa com Bananal (SP). Há trilhas pelas duas cidades mas por Bananal a trilha é menos íngrime.

•Duração: a aventura durou dois dias com acampamento selvagem no topo do Pico do Frade.

•Características: O Pico do Frade possui 1.578m de altitude e é um dos pontos mais altos do município de Angra dos Reis no Estado do Rio de Janeiro. O acesso pode ser feito por Bananal (SP) pela Vila do Frade ou por Mambucaba em Angra dos Reis (RJ). O trajeto mais fácil é por Bananal e mesmo assim foram mais de seis horas de caminhada pesada.

•Itens essenciais: recomendamos o uso de calça, camiseta de manga comprida e calçado com solado aderente pois a trilha é fechada e escorregadia. Blusa de frio para a manhã e anoitecer (nossa recomendação são as blusas de fleece pois são leves e secam rápido). Por precaução sempre levamos nossas jaquetas anorak (impermeáveis e corta vento) e nosso kit completo de trilhas (confira os itens básicos AQUI).  Leve água, alimentação e GPS com o tracklog da trilha + croqui com as dicas do Carlinhos da Pousada Brejal.

• Data: Agosto/2015.

Chegamos a noite na pousada Brejal e a nossa recepção foi acompanhada por uma sopa quente e deliciosa. Após o jantar, preparamos nossas mochilas e partimos para a cama descansar.

Pela manhã, o Carlinhos já estava a nossa espera com o café da manhã na mesa. Ele conhece muito bem a trilha e passou várias dicas para facilitar a navegação que é um grande desafio do Pico do Frade. Vários trilheiros não conseguiram chegar ao pico na primeira tentativa…

Começamos a aventura às 7h da manhã e com a indicação do Carlinhos, deixamos o carro na casa de um morador que fica na porteira de madeira para iniciar a trilha direto e economizar a caminhada na estrada asfaltada.

Início da trilha para o Pico do Frade | Trilheiros
Início da trilha para o Pico do Frade | Trilheiros

Dessa vez a trilha estava menos úmida, mesmo assim encontramos bastante lama pelo caminho. Há travessias de rio,  várias bifurcações para confundir os trilheiros (algumas levam para a direção errada inclusive) e poucas marcações indicando o caminho para o Pico do Frade.

A trilha também é bem fechada e por isso fui com boné, lenço no pescoço além de calça e camiseta de manga comprida para evitar os cortes que levei de recordação da nossa primeira trilha ao Pico do Frade.

Mirante do Pico do Frade | Trilheiros
Mirante do Pico do Frade | Trilheiros

Como já sabíamos que encontraríamos muita lama e água, nem paramos para tirar as botas nos riachos. Passamos sem dó por todos eles para manter um bom ritmo e chegar cedo ao topo.

Passamos pela Gruta dos Alemães que é um abrigo natural para quem preferir acampar com água fresca para lavar o rosto e repor os cantis (sempre tratamos a água para evitar problemas!). Passamos pelo Mirante do Pico do Frade e bateu aquele frio na barriga. Não tínhamos chego a este ponto na primeira tentativa.

Gruta dos Alemães no Pico do Frade | Trilheiros
Gruta dos Alemães no Pico do Frade | Trilheiros

No final encontramos o trecho de escalaminhada. Navegação complicada e percurso cansativo com subidas, descidas, bambus fechando a trilha e desvios constantes devido as árvores caídas… E chegamos ao tão esperado Pico do Frade por volta das 14h!

A paisagem é simplesmente sensacional: de um lado está o mar de Angra dos Reis e Paraty com dezenas de ilhas e do outro lado um mar de montanhas da Serra da Bocaina, Serra do Mar e outras serras!

Panorâmica da vista do Pico do Frade | Trilheiros
Panorâmica da vista do Pico do Frade | Trilheiros

Curtimos o visual e lembramos de ligar para o Carlinhos avisando que chegamos no topo. Pasmem! Tem sinal no Pico do Frade!

Vista da nossa barraca no topo do Pico do Frade | Trilheiros
Vista da nossa barraca no topo do Pico do Frade | Trilheiros

Montamos nossas barracas e fizemos um lanche da tarde com essa vista top!

Por do sol nas serras vista do Pico do Frade | Trilheiros
Por do sol nas serras vista do Pico do Frade | Trilheiros

O por do sol foi maravilho e a noite chegou com uma lua cheia refletindo no mar! Jantamos e ficamos enrolados nos sacos de dormir aproveitando o momento e o lugar com a alegria da conquista, a paz do silêncio e a plenitude de uma noite coberta por estrelas.

lua cheia Pico do Frade Trilheiros
lua cheia Pico do Frade Trilheiros

Energias recarregadas, tomamos o café da manhã e arrumamos nossas coisas para encarar a trilha de volta. Nossa motivação agora era o almoço que nos esperava na pousada, outra boa recompensa!

Dicas

  • Quando ir: evitar a temporada de chuvas pois a trilha fica bem mais pesada e com muita lama.
  • Nível de dificuldade das trilhas: difícil devido a navegação, mata fechada e o sobe e desce constante.
  • Aonde ficar: para mais informações sobre a pousada Brejal e dicas do Carlinhos para a Trilha do Pico do Frade, clique AQUI.

Galeria de Imagens [clique nas imagens para aumentar]

Lu | Trilheiros.net

Blog para quem ama aventuras explorando novos lugares, curtindo a natureza e aproveitando a vida

4 comentários em “Pico do Frade em Angra dos Reis – RJ, Brasil

  • 8 de julho de 2016 em 09:07
    Permalink

    Lindo! Moro abaixo do pico, eu e meus filhos somos doido pra fazer a trilha

    Resposta
    • 8 de julho de 2016 em 15:31
      Permalink

      Que privilegiados! A vista do Pico é sensacional e vale a pena o esforço! Só precisa ir com alguém que conheça a trilha ou tenha mapeado no gps pois tem bastante bifurcação. Abs Lu -Trilheiros.net

      Resposta
  • 6 de setembro de 2017 em 14:52
    Permalink

    Olá, o relato está muito legal e uma dúvida, qualquer carro consegue chegar ao inicio da trilha ? a estrada é muito esburacada?

    Resposta
    • 10 de setembro de 2017 em 20:07
      Permalink

      Olá Leonardo! Um trecho da estrada é de terra mas um carro normal consegue chegar sem problemas. Deixamos o carro na pousada Brejal. O Carlinhos, dono da pousada, pode explicar aonde deixar o carro mais próximo do início da trilha se vocês preferirem. Um abraço Lu

      Resposta

Deixe uma resposta