Trekking Campo Base do Everest – Dia 1

Nosso trekking rumo ao Campo Base do Everest começou com emoção sobrevoando as montanhas do Himalaia até o aeroporto de Lukla, um dos mais perigosos do mundo.

Dia 24/Setembro, saímos do hotel em Kathmandu (confira AQUI as atrações da capital do Nepal) às 5h am e pegamos o vôo até Lukla, nosso ponto de partida do trekking até o Campo Base do Everest.

Rumo a Lukla – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

Expectativa no ar porque o dia amanheceu nublado correndo risco do vôo ser cancelado. Encontramos dois chineses que pegaram esse vôo no dia anterior e tiveram que voltar para Kathmandu por falta de visibilidade, o avião não aterrissou em Lukla.

Seguimos as indicações e sentamos do lado esquerdo do avião para ver as cordilheiras. Apesar de muitas nuvens, o horizonte revelava as montanhas e vales do Himalaia.

Aeroporto de Lukla – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

Confesso que o coração bateu mais forte quando percebi as manobras do piloto desviando o bimotor das montanhas  mais altas, como um videogame. Esse vôo emocionante durou cerca de 45 minutos e terminou com sucesso aterrissando no famoso e perigoso aeroporto de Lukla (2.800m). A pista do aeroporto tem menos de 500m e é inclinada, começa num precipício e termina num paredão. Ou seja, tanto na aterrissagem quanto na decolagem o piloto só tem uma chance 😱

Chegamos vivos, inteiros e animados!

Trekking Campo Base do Everest: Lukla até Phakding (2.640m)

Assim que descemos do avião sentimos o típico clima de montanha numa temperatura aproximada de 16 graus.

Na saída do aeroporto, homens de várias idades aguardavam nos portões uma oportunidade de trabalho. Cinco deles, foram escolhidos para serem os nossos carregadores durante todo o trekking.

Descemos até um restaurante do lado do aeroporto para tomar o desjejum. Peguei dois chás com ovo mexido e torradas.

Café da manhã em Lukla – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

Após o café da manhã, o Navi graduado em budismo e um dos nossos guias fez uma introdução para nossa reflexão:

A consciência e o corpo são chakras do budismo. E a consciência é quem lidera todo o resto. A mente pode ir a lugares sem o corpo sair do lugar.  Ela dá o sabor da comida que comemos. E a consciência pode ser positiva ou negativa gerando o karma e a lei da causa e efeito.

Essa mensagem ficou no meu pensamento ao longo de toda a trilha. E percebi a importância da mente, principalmente a mente positiva para encarar as adversidades que podem virar aprendizados construtivos… dependendo de como você encara.

Ele continuou…

O lugar que passaremos os próximos dias é sagrado e guarda vários ensinamentos deixados para as gerações futuras. Esses ensinamentos estão escondidos pelas montanhas. Dizem que quem entra em meditação avançada consegue encontrar esses ensinamentos.

Após estas reflexões, começamos o trekking às 9h am. Demos alguns poucos passos e uma chuva fina veio ao nosso encontro. Nosso grupo aproveitou a cobertura das lojinhas para vestir as anoraks.

A trilha percorria uma espécie de estrada de pedras. Apesar do céu acinzentado e nublado, flores e bandeiras coloridas deixavam o visual alegre. A chuva molhava a grama e as folhagens repousavam todas brilhantes.

As crianças corriam ao encontro dos peregrinos e trilheiros para dar boas vindas e desejar sorte. Como eu já sabia desse costume, deixei na mochila alguns chaveiros e canetas que comprei no Brasil para presenteá-las. Quem quiser, pode fazer o mesmo. Só não é recomendado dar doces pois estraga os dentes rs

O barulho de água das cachoeiras e fontes também nos acompanhou pela trilha. Chegamos na primeira ponte suspensa com as bandeiras coloridas esvoaçantes. Muito encantada com tudo!

Lukla até Phakding – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

O trecho inicial era só descida mas bem no final encontramos uma escadaria e ficamos levemente ofegantes. Daí senti um frio na barriga quando lembrei que ainda teríamos um longo caminho pelos próximos dias, só o dobro da altitude até chegar no Campo Base do Everest.

Percorremos 5,8km e fizemos uma parada para o chá às 11:50h. Tomei um chá quente de gengibre bem delícia. Esse costume de paradas para chás se repetirá todos os dias do trekking. Eu que adoro chá, fiquei bem feliz!

Parada para chá – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

Tivemos que fazer também muitas paradas para o banheiro. Uma das principais recomendações para a altitude é beber bastante água que junto com o frio e o barulho dos rios, formam a combinação perfeita para uma vontade louca e insistente de ir no banheiro a cada 1 hora rs No final, já estava especialista em encontrar o lugar apropriado e escondido nas pedras e árvores, que na maioria das vezes eram bem melhores que as casinhas de toilet.

Percorremos no total 9,6km de trekking até Phakding e descemos 400m acumulados. Chegamos às 14h para almoçar no Mountain Resort.

No cardápio, desde comida nepali, chinesa até italiana. O hotel também surpreendeu: banheiros no quarto, bem organizado e limpo. Oferece internet ilumitada por 5 dólares.

Tínhamos planos de passear pela vila à tarde mas começou a chover forte. Então aproveitamos para fazer o vídeo do dia e tirar uma soneca. O jantar foi servido às 19h.

Dia 1 do Trekking ao Campo Base do Everest: Lukla até Phakding
  • Distância: 9,6km
  • Altitude: Phakding 2640m
  • Altitude acumulada: – 400m

Confira o vídeo desse dia no nosso Canal do Youtube:

Roteiro do Trekking ao Campo Base do Everest

Chegando no Nepal para o Trekking ao Campo Base do Everest

Nepal: conhecendo a cultura, curiosidades e encantos do país

Dia 1 do Trekking ao Campo Base do Everest: chegada em Lukla e trekking até Phakding

Dia 2 do Trekking ao Campo Base do Everest: Phakding até Namche Bazaar

Dia 3 do Trekking ao Campo Base do Everest: Namche Bazzar até Khumjung

Dia 4 do Trekking ao Campo Base do Everest: Khumjung até Tengboche

Dia 5 do Trekking ao Campo Base do Everest: Tengboche até Dingboche

Dia 6 do Trekking ao Campo Base do Everest: Aclimatação em Dingboche

Dia 7 do Trekking ao Campo Base do Everest: Dingboche até Dughla

Dia 8 do Trekking ao Campo Base do Everest: Dughla até Lobuche

Dia 9 do Trekking ao Campo Base do Everest: Lobuche até Campo Base Everest e Gorakshep

Dia 10 do Trekking ao Campo Base do Everest: Gorakshep até Pheriche

Dia 11 do Trekking ao Campo Base do Everest: Pheriche até Namche Bazar

Dia 12 do Trekking ao Campo Base do Everest: Namche Bazaar até Phakding

Dia 13 do Trekking ao Campo Base do Everest: Phakding até Lukla

Lu | Trilheiros.net

Blog para quem ama aventuras explorando novos lugares, curtindo a natureza e aproveitando a vida

Deixe uma resposta