Trekking Campo Base do Everest – Dia 3

Belas paisagens e reflexões budistas durante o nosso terceiro dia pelas montanhas do Himalaia.

Dia 26/Setembro, nosso terceiro dia no Himalaia durante o trekking até o Campo Base do Everest. Acordamos mais tarde e o café da manhã foi servido às 8h.

Enquanto terminávamos de arrumar as mochilas, começamos a sentir os primeiros efeitos da altitude. A respiração mais ofegante e uma leve tontura após movimentos mais bruscos. A partir de agora, precisamos fazer tudo mais devagar e beber bastante água.

Namche Bazaar – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

Subimos pela trilha por cerca de 400m e nos despedimos de Namche Bazar com uma belíssima vista do vale. Quando chegamos no topo, paramos para descansar.

Deitamos no gramado e aproveitamos para fazer uma boquinha. Alguns raios de sol surgiram para esquentar nosso grupo. Mas foi por pouco tempo, logo uma neblina espessa apareceu. Voltamos para a caminhada antes que o frio começasse a incomodar.

Participamos de uma cerimônia na montanha para pendurar nossas bandeirinhas coloridas. Nosso guia Nabin explicou que as bandeiras simbolizam 5 sentimentos negativos e 5 elementos:

  • Verde: representa a inveja e o elemento natureza. O verde de natureza. E é a natureza que contrapõe a inveja, transmitindo harmonia e equilíbrio.
  • Azul: raiva e o espaço ou céu
  • Vermelho: desejo e o fogo
  • Amarelo: orgulho e a terra
  • Branco: ignorância e a água
Cerimônia para pendurar nossas bandeiras – Trekking Campo Base Everest | Community Trek

Paramos no famoso lodge Everest View com 3880m às 13h. Infelizmente o tempo estava fechado que não conseguimos ver a montanha mais alta do mundo…

Almoçamos às 14:35h em Khumjung nosso destino final do dia. Atrás desse lodge, é possível ver a Ama Dablan que é considerada uma das montanhas mais lindas da região. Mas só conseguimos ver um pedacinho dela atrás das nuvens. Mas foi o suficiente para deixar todos eufóricos.

Depois do almoço, visitamos um monastério que estava em reforma devido ao terremoto. Encontramos um casal de criancas que pareciam irmãos brincando em frente ao monastério. Decidimos presenteá-las com as lembranças que trouxemos do Brasil. Ficaram super felizes, para o mais velho demos uma caneta e para a mais nova, entregamos um chaveiro (lembrem-se de evitar doces).

Subimos até a estupa aonde o povoado faz orações uma vez por ano para um deus que vive nas montanhas protegendo a vila. Cada líder de família leva um bambu com bandeiras e mantras para essa estupa.

Estupa em Khumjung – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

O Nabin  explicou que a cerimônia possui 3 partes: introdução, principal e conclusão. A primeira parte é uma oração para os três pilares ou jóias que são o Buda, seus ensinamentos e a comunidade de monges. A parte principal consiste na repetição do mantra pedindo alegria para todos os seres vivos e a conclusão é o recebimento de todas as bênçãos e a dedicação delas aos demais seres vivos para que encontrem a origem de suas felicidades.

Então participamos de uma pequena cerimônia guiada pelo Nabin. Depois de uma oração, repetimos 108 vezes o mantra “om ha rom vadjra guru padma sidhi hum” que significa estar presente, sentir o presente e aceitar o mundo como foi criado, como ele é e continuará.

Namche Bazaar até Khumjung – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

Foi um momento muito abençoado. Coincidência ou não, o Paulo integrante do nosso grupo, explicou que quis fazer esse trekking por motivos espirituais. Ele não é trilheiro mas por causa dele outras 4 pessoas vieram para esta viagem (inclusive nós). Nós cinco mais os dois guias, formávamos um grupo de 7 pessoas naquela cerimônia. 7 é o numero da espiritualidade. Talvez todos estávamos lá neste momento por algum motivo.

Quando fui deitar estava muito agradecida por essa jornada em terras tão espirituais. A energia daqui é realmente boa, isso vem de alguém que mal sente nem percebe as coisas. Mas é uma habilidade que estou começando a desenvolver aqui.

Estou bem feliz com o que vivemos até agora no trekking. Mesmo com tempo nublado, chuva e frio… percebi que não preciso de um céu azul, sol, nem a visão das mais belas e maiores montanhas para curtir a viagem. Hoje sou só gratidão.

Namche Bazaar até Khumjung – Trekking Campo Base Everest Trilheiros
Dia 3 do Trekking ao Campo Base do Everest: Namche Bazaar até Khumjung
  • Distância: 5,9km
  • Altitude: Khumjung 3.770m
  • Altitude acumulada: +472m

Confira o vídeo desse dia no nosso Canal do Youtube:

Roteiro do Trekking ao Campo Base do Everest

 

Chegando no Nepal para o Trekking ao Campo Base do Everest

Nepal: conhecendo a cultura, curiosidades e encantos do país

Dia 1 do Trekking ao Campo Base do Everest: chegada em Lukla e trekking até Phakding

Dia 2 do Trekking ao Campo Base do Everest: Phakding até Namche Bazaar

Dia 3 do Trekking ao Campo Base do Everest: Namche Bazzar até Khumjung

Dia 4 do Trekking ao Campo Base do Everest: Khumjung até Tengboche

Dia 5 do Trekking ao Campo Base do Everest: Tengboche até Dingboche

Dia 6 do Trekking ao Campo Base do Everest: Aclimatação em Dingboche

Dia 7 do Trekking ao Campo Base do Everest: Dingboche até Dughla

Dia 8 do Trekking ao Campo Base do Everest: Dughla até Lobuche

Dia 9 do Trekking ao Campo Base do Everest: Lobuche até Campo Base Everest e Gorakshep

Dia 10 do Trekking ao Campo Base do Everest: Gorakshep até Pheriche

Dia 11 do Trekking ao Campo Base do Everest: Pheriche até Namche Bazar

Dia 12 do Trekking ao Campo Base do Everest: Namche Bazaar até Phakding

Dia 13 do Trekking ao Campo Base do Everest: Phakding até Lukla

Lu | Trilheiros.net

Blog para quem ama aventuras explorando novos lugares, curtindo a natureza e aproveitando a vida

Deixe uma resposta