Parque Estadual dos Três Picos – RJ, Brasil

Final de semana no Parque Estadual dos Três Picos com trilhas para montanhas incríveis e base para acampamento gratuito.

  • Local: o Parque Estadual dos Três Picos fica em Cachoeiras de Macacu e Nova Friburgo, Rio de Janeiro.
  • Duração: duas noites e dois dias.
  • Características: o Parque Estadual dos Três Picos (PETP) é a maior Unidade de Conservação de proteção integral do Rio de Janeiro. Foi criado para preservar uma extensa porção de matas em excelente estado de conservação no corredor da Serra do Mar. O parque se estende por cinco municípios: Cachoeiras de Macacu, Nova Friburgo, Teresópolis, Silva Jardim e Guapimirim. O Parque Estadual dos Três Picos forma um contínuo florestal com o Parque Nacional da Serra dos Órgãos e com a Estação Ecológica do Paraíso. Além de refúgio para inúmeras espécies da fauna e da flora, o parque ostenta um dos mais extraordinários conjuntos de montanhas de todo o país. Por isso, é considerado um verdadeiro paraíso para a prática de esportes como caminhadas e escaladas em rocha. As montanhas mais conhecidas são: os Três Picos, Capacete, Morro dos Cabritos e Pedra D’Anta. Também chamam a atenção as formações rochosas menores de formas peculiares como os Dois Bicos e a Caixa de Fósforos. A entrada no PETP é gratuita.
  • Itens essenciais: kit completo de trilhas (confira os itens básicos de trekking AQUI). Agasalho é essencial e anorak é recomendável para o vento e chuvas eventuais. Levar comida. No acampamento, há água potável disponível. Para quem for acampar, tem um resumo dos itens básicos AQUI.
  • Data: Junho/2017.
Parque Estadual Três Picos | Trilheiros.net

Saímos de SP Capital na sexta-feira às 15:30h para pegar a estrada. Fizemos uma parada rápida para comprar água e um lanche que comemos no caminho. Depois de Nova Friburgo, pegamos uma estrada de terra até chegar na República Três Picos do Paulo Mascarins aonde deixamos o carro estacionado.

Colocamos as mochilas e começamos a trilha pela estrada de terra com acesso atrás do refúgio. A noite estava clara e logo no início vimos a silhueta das araucárias e dos Três Picos estampados no céu.

Em pouco mais de meia hora chegamos no Vale dos Deuses com área de camping grátis e base para seguir aos picos. Era cerca de 22:30h, encontramos apenas três barracas montadas, duas delas eram dos nossos amigos. Montamos as nossas barracas e fizemos o jantar.

Os meninos saíram para fotografar a Via Láctea. Eu já estava bem feliz em admirá-la pelo caminho, decidi ficar no quentinho da barraca e dormir.

Via Láctea no Parque Estadual Três Picos | Trilheiros.net

Sou bem friorenta. Levei um conjunto de fleece como pijama, meia de lã comprida, saco de dormir 0grau, um isolante térmico inflável (que protege mais do frio do chão) e ainda coloquei um liner para aumentar a temperatura do saco de dormir. Deitei, esperei esquentar e nada rs Daí eu coloquei a segunda pele (blusa e calça), mais um gorro. Aí sim! Até pensei… nossa que exagero! Mas eu dormi que foi uma beleza.

Na manhã seguinte, abri a barraca e o chão estava coberto pela geada. Conversando com o pessoal, muitos disseram que passaram frio. Descobri que não foi tão exagero! 😬

Eu adoro o momento do café da manhã ao ar livre com os primeiros raios de sol esquentando tudo aos poucos.

Dicas para o café da manhã na montanha: eu geralmente como bem no café da manhã principalmente na trilha que exige mais esforço físico ao longo do dia. Procuro levar alimentos com energia para esquentar e sustentar o corpo. E que na medida do possível, sejam gostosos! rs Aqui vão algumas opções:

  • Granola com leite em pó. Levo num saquinho e basta adicionar água quente.
  • Frutas secas
  • Lanche de pão de forma com frios ou patê de atum
  • Chá e café solúvel ou café expresso portátil. Sim rs, veja como: http://trilheiros.net/2017/05/01/cafe-na-trilha/
  • Bolo
  • Pão com nutella

Depois do café, seguimos para a trilha rumo ao morro Cabeça de Dragão. A trilha dura em média quatro horas ida e volta. Vale levar água e lanchinho. A trilha é bem demarcada com subida. No final, tem um trecho pela rocha mas sem escalaminhada. Ao longo do caminho, dá para ver os Três Picos e o Capacete imponentes.

Topo da Cabeça de Dragão – PETC | Trilheiros.net

Voltamos para o acampamento para pegar os lanches de almoço e partimos rumo ao pico Caixa de Fósforos. A trilha começa plana, mas no final tem duas correntes fixas para apoio na subida com trechos de escalaminhada.

O pico possui uma grande pedra que parece estar equilibrada no topo. O visual é de tirar o fôlego…

Pico Caixa de Fósforos – PETC | Trilheiros.net

O dia foi bem ensolarado e quente. Voltamos ao acampamento e ainda estava claro. Tomei coragem para tomar banho. Valeu a pena! Sensação relaxante depois de sair da água gelada rs

Agora o acampamento estava cheio! Muitas barracas, pessoal cozinhando a todo vapor no fogão a lenha, batendo papo… Aproveitamos para fazer o nosso “almojanta”.

Escureceu e uma turma levou um violão e acendeu um fogueira. Noite quase perfeita, pena que o céu estava encoberto. Dessa vez, ficamos sem estrelas…

Noite no camping Vale dos Deuses – PETC

Essa noite foi bem mais agradável no quesito temperatura. No dia seguinte, acordamos com calma, tomamos o café da manhã e partimos para a trilha.

Fizemos a trilha Chermont até a base do Capacete. O sol estava bem quente, a trilha começa com mata mais fechada e termina num descampado com um horizonte de vales e montanhas. Chegamos na base do Capacete, um grande monumento montanhoso.

Fizemos uma pausa para admirar a paisagem.

Base do pico Capacete – PETC | Trilheiros.net

Voltamos e levantamos acampamento. Saímos do Vale dos Deuses às 14h do domingo. Almoçamos na estrada e chegamos em SP às 22h.

O interessante do PETP é a acessibilidade gratuita de uma área conservada, protegida e com infraestrutura. As trilhas são bem sinalizadas, as áreas de camping possuem água potável, banheiros, chuveiros (água gelada, não é um hotel rs), pias, mesas para piquenique e até fogão a lenha. O guarda parque passou em vários momentos do dia para verificar se estava tudo ok. Os banheiros estavam limpos. Enfim, a organização do PETP está de parabéns!

Parque Estadual Três Picos | Trilheiros.net

E fica mais essa dica de um programa show gastando pouco e curtindo as trilhas e belas regiões do nosso país. Até a próxima! 😉

Confira o vídeo do Parque Estadual dos Três Picos no nosso Canal do Youtube:

Dicas para o Parque Estadual dos Três Picos
  • Quando ir: a melhor temporada é no outono/inverno quando chove menos e o clima seco permite um visual mais limpo do alto das montanhas e ótimas trilhas.
  • Links de interesse: deixamos o carro estacionado na República Três Picos . O PETP tem uma página no Facebook com a divulgação de eventos no local.

Lu | Trilheiros.net

Blog para quem ama aventuras explorando novos lugares, curtindo a natureza e aproveitando a vida

2 comentários em “Parque Estadual dos Três Picos – RJ, Brasil

Deixe uma resposta