A energia das montanhas sagradas

O poder histórico e envolvente das montanhas em encantar o ser humano.

A montanha detém um simbolismo de transcendência como nossa ligação entre o céu e a terra.

Alta, vertical e imponente. De cima é vista como se fosse o centro do mundo e de baixo é a ponte para um objetivo maior. Como uma escada para o além que proporciona inspiração e reflexão.

O culto das montanhas sagradas

A montanha é considerada a morada dos deuses e o objetivo da ascensão do homem por várias culturas e civilizações.  Desde a mitologia grega até a bíblia cristã, pode-se observar que há diversas montanhas sagradas espalhadas pelo mundo afora.

Monte Sinai, Egito

De acordo com o Antigo Testamento, foi no Monte Sinai que Moisés teria recebido de Deus as Tábuas da Lei com os Dez Mandamentos. Na foto o vilarejo de Santa Caterina que se diz seja a sede do mosteiro habitado sem interrupção mais antigo do mundo.

Aliás, no cristianismo também temos o famoso Sermão do Monte quando Jesus fala aos homens sobre as bem-aventuranças.

Monte Olimpos, Grécia

A montanha mais alta da Grécia (2.917 metros) tem seu topo quase perpetuamente encoberto por nuvens, foi considerada a moradia dos deuses. De acordo com a mitologia grega, o Olimpos não estava sujeito aos elementos: não chovia e não nevava e seu topo era constantemente cercado por um brilho etéreo branco.

Machu Picchu, Peru
Machu Picchu – Peru | Trilheiros

A civilização inca adorava as grandes montanhas da Cordilheira dos Andes há séculos. A cidade sagrada de Machu Picchu é um dos principais elementos da crença andina que conferia às montanhas o controle do clima e portanto, da fertilidade da terra e dos animais.

Everest, fronteira entre China e Nepal
Aclimatação em Dingboche – Trekking Campo Base Everest Trilheiros

O monte Everest também é conhecido como Sagamartha que traduzindo em tibetano significa a deusa mãe do universo.  Essa região é considerada um sólo sagrado pelos sherpas. Por esse motivo inclusive, a orientação de respeito aos turistas a não matar nenhum animal (por este motivo recomenda-se não comer carne, a carne é trazida de outras regiões e pode não ser fresca) e nem falar palavrão durante o Trekking até o Campo Base do Everest.

Quem já teve a oportunidade de subir uma montanha, conhece essa magia. Admirar o horizonte traçando os limites da terra, ver o nascer do sol trazendo a esperança de um novo dia, relaxar com a dança das nuvens carregando paz e harmonia. Tem como não se encantar?

Amanhecer no Alto do Capim Amarelo Serra Fina-Trilheiros

Lu | Trilheiros.net

Blog para quem ama aventuras explorando novos lugares, curtindo a natureza e aproveitando a vida

Deixe uma resposta